Capa » Farmácias e drogarias » Probióticos e a conexão Cérebro e intestino
Probióticos e a conexão Cérebro e intestino
Dra Francine Schutz e as sócias Patrícia e Renata da Dermofit farmácia de manipulação. (Crédito da foto: divulgação Rogério Viana Borges)

Probióticos e a conexão Cérebro e intestino

Probióticos são definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como micro-organismos vivos, ou seja, bactérias que quando ingeridos em quantidades adequadas conferem benefícios à saúde. Entenda o principal papel da microbiota no cérebro.

A maneira como o seu cérebro funciona diz muito sobre sua flora intestinal (microbiota), isso porque estão conectados. O intestino é responsável pelas sensações que sentimos, um exemplo são os desconfortos abdominais que se agravam em situações de estresse e ansiedade.

O intestino, assim como o cérebro possui neurônios e por isso é chamado popularmente de segundo cérebro, nele existem aproximadamente 500 milhões de neurônios em uma área com cerca de 250 metros quadrados somando intestino grosso e delgado.

A microbiota, é formada por uma série de micro-organismos como bactérias e fungos que são importantes para o funcionamento do corpo. São cerca de 100 trilhões de seres vivos que habitam em no nosso corpo e somados chegam a pesar até 2kg.

Os neurônios intestinais são responsáveis pela produção de 90% da serotonina (responsável pela sensação de bem estar) existente no corpo humano, essa é uma dentre mais de 30 moléculas que se constroem no intestino. Especialistas comprovam que o desequilíbrio da microbiota pode trazer transtornos psicológicos mais sérios como ansiedade e a depressão.

“Um estudo avaliou o efeito em uma combinação de probióticos na reatividade cognitiva, humor e qualidade do sono. Em um teste duplo cego, voluntários receberam uma combinação de probióticos ou placebo por 9 semanas seguidas. No final do estudo o grupo que recebeu a combinação de probióticos apresentou melhora significativa do humor, com redução no estado de humor depressivo, raiva, fadiga e uma melhora na qualidade do sono.” Relata a Dr. Francine Schütz Consultora cientifica especializada em probióticos e Speaker da Dermofit.

A microbioma de um indivíduo é determinada por diversos fatores, como hábitos alimentares e atividades físicas. Estudos comprovam que quando levado em consideração fatores como ansiedade, a microbiota possui uma característica semelhantes entre si, com a redução de bactérias saudáveis produtoras de ácidos graxos de cadeia curta e um crescimento excessivo de bactérias patogênicas.

Dados da OMS sinalizam que no primeiro ano de pandemia, a ansiedade e a depressão cresceram 25% em todo o mundo e o assunto saúde mental tem se tornado cada vez mais discutido e analisado por especialistas, bem como a conexão cérebro e intestino.

A Dra. Schütz apresenta outro estudo com ingestão de probióticos e seus resultados para a saúde mental. Em oito semanas, 21 mergulhadores que se preparavam para o Campeonato Nacional de Mergulho receberam suplementação de probióticos. O microbioma dos atletas foi avaliado antes a após a intervenção.  O estado de ansiedade cognitivo reduziu na semana quatro em relação a semana zero e o estado somático reduziu significativamente na semana oito, comprovando que a suplementação de probióticos e a mudança na microbiota intestinal pode mudar o humor e os níveis de ansiedade.

Quando ingeridos em quantidade e condições adequadas os probióticos colonizam a microbiota proporcionando o aumento na quantidade de bactérias boas no organismo. Esses estudos demonstram como a flora intestinal interfere na predisposição de doenças relacionados à saúde mental, sendo capaz de influenciar o comportamento e as emoções.

Alguns alimentos são ricos em probióticos e devem ser ingeridos para aumentar a quantidade de bactérias boas no intestino, como por exemplo o iogurte, o kefir, a coalhada e outros. Mas nem sempre os nutrientes existentes nos alimentos garantem a quantidade certa de absorção para o organismo, por isso é importante que probióticos sejam ingeridos como forma de suplementar a alimentação.

Desde 2016 a Dermofit Pharma desenvolve e produz medicamentos manipulados com inovação e tratamento personalizado para seus clientes. Relacionado ao assunto conexão cérebro e intestino a Dermofit busca por novidades na ingestão de probióticos, como as capsulas [email protected], que tem ação anti-inflamatória, ativação do metabolismo e restauração da saúde celular. Essas cápsulas podem ser preparadas na máquina de café [email protected] e foi pensada para aqueles que enfrentam dificuldades para deglutir comprimidos de suplementos. São importantes para complementar a falta de nutrientes necessários para a atenção, motivação, memória e humor.

O Chá para Foco e Concentração é um suplemento que proporciona o aumento de foco, concentração, energia e cognição. Outra formulação probiótica desenvolvida pela Dermofit é a goma Omega 7 e Antioxidantes, tem ação anti-infl­amatória e antioxidante. Fornece alta concentração de Ômega 7 combinado aos ômegas 3,6,9 e antioxidantes.

Estes e muitos outras formulações probióticas, desenvolvidas e produzidas pela Dermofit serão demostrados no Gut-Brain Congress 2022 que acontece do dia 06 a 08 de maio no Centro de Convenções Frei Caneca. Reúne cientistas, médicos, farmacêuticos, nutricionistas, biólogos e profissionais da área da saúde. Ao todo serão 22 Speakers, 5 internacionais, referências mundiais sobre o assunto, somados aos renomados e destacados nacionais, 8 palestras, 6 mesas redondas, 4 simpósios satélites e 6 cursos pré-congresso, garantindo grande relevância ao evento com destacado nível científico.

 

Release enviado por Rogério Viana Borges –

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Receba nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mercado Clique aqui